Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de maio de 2015

A Solução para si Mesmo




"Se olharmos para a força do vínculo com a família de origem e com os destinos dos membros desta família, se torna evidente, o quanto é difícil para cada um se libertar dela e concordar com uma solução boa para si mesmo. Pois o vínculo de destino com a família de origem , mesmo se este tenha consequências graves, é vivido como felicidade – por mais estranho que isto seja. 

Quem, por exemplo, quer se tornar parecido no destino de um pai, se sente, ao fazê-lo, bem e pertencente. Se ele se separar daqueles, ao dar a eles a honra e se retirar, também com a aprovação benevolente deles, então ele o vivencia com uma separação deste vínculo profundo e isto gera medo. 

Então o sofrimento é mais fácil que a solução, e a infelicidade muito mais fácil que a felicidade. Por isso, muitas vezes quando fazemos uma constelação, este fluxo do vínculo de destino retorna novamente. Então é preciso tomar cuidado. Não agir, isto é muito importante, mas aguardar primeiro como algo pode se desenvolver. Muitas vezes é assim, especialmente quando houveram destinos difíceis, que alguém, quando tem seguido a solução, recai novamente no vínculo de destino. 

O que  importa aqui é não produzir a felicidade, mas trata-se de encontrar uma solução em sintonia com os destinos, dentro da qual há força, e dentro da qual cada um pode viver de forma plena. Por isto tome cuidado com as soluções rápidas! Tenha cuidado com a rápida recaída no antigo! "


3 comentários: