Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Atendimento Individual - Dra. Ursula Franke-Bryson



Treinamento Internacional Avançado no Pensamento e nas Constelações Sistêmicas:familiares, organizacionais e educacionais
23 a 15 /06 – Tema: Atendimento individual
Facilitadora: Dra Ursula Franke-Bryson (Alemanha)



Síntese elaborada a partir das anotações feitas por René Schubert do treinamento conduzido pela Dra. Ursula Franke Bryson com organização do Espaço Conexão Sistêmica.

Dra. Ursula conta que logo no começo de seu aprendizado junto a Bert Hellinger o mesmo disse algo que lhe trouxe muito alivio em relação à sua pratica de psicoterapeuta e a demanda trazida pelos clientes: “Eu não preciso resolver nada”. Como facilitador damos um impulso, quem somos nós para mudar o cliente? O cliente sai muito satisfeito quando tem acesso a uma informação, dado novo de sua historia, sistema, biografia. Olhamos para as estruturas e verificamos se há como mudar peças chaves na mesma.

Dra. Ursula menciona as ferramentas e recursos que julga fundamentais para este trabalho no consultório com Constelações Individuais em seu desenvolvimento no passar dos anos: O genograma; O estado de presença; A consciência dos estados de gota, mar e oceano ( Eu e o Sistema); A leitura e percepção do que o cliente traz em seu corpo, as manifestações corporais (Transe familiar, Trauma e o estado de Presença); as imagens internas e imaginação do cliente – caminhar junto com ele e com o que se mostra.



Reflexões copiadas da fala de Dra. Ursula Franke Bryson durante o treinamento:

"Tudo o que nós fazemos no presente atua e pode ser acessado por toda linha ancestral. Nos atuamos neles. Eles atuam em nós"


"A Pátria, terra onde nascemos, é um recurso enorme. De onde o cliente veio? O que motivou a saída? Quantos ficaram para trás e como ficaram? Quantos e como partiram? Dos que partiram quantos ficaram pelo caminho? Qual era e qual é a comunicação troca antes e hoje com a pátria dos antepassados e com a terra que os acolheu e nutriu"


“Com o recurso do Genograma vêm as informações junto com as emoções relacionadas a cada pessoa, vinculo, história...”


"O Genograma como recurso rápido para alcançar camadas profundas do sistema de nosso cliente"


"O Genograma como recurso para visualizar o sistema e estrutura familiar do cliente e quais associações este processo traz" 


"Tudo o que o cliente fala e faz, na verdade, é a melhor forma de proceder. É ele quem traz o campo..."


"O que é adequado, o que é necessário agora? Sim? Não? A capacidade de diferenciar é um dom!"


“Não coloco regras para os processos no Consultório. Pergunto ao cliente. Verifico, valido junto ao cliente. Não sei se funcionou ou “deu certo”, o cliente é quem saberá disto com o passar do tempo” 

Dra. Ursula traz uma imagem da cultura africana: "os mortos só podem passar para o lado de lá por meio do Rio de Lagrimas."

Reflexão de Thomas Bryson: "Agora que eles estão mortos eles tem todo tempo do mundo..."




Dra.Ursula inicia o ultimo dia do treinamento falando dos movimentos primário e secundário:

Primário; natural, espontâneo e autentico.  Direção à vida e ação. Criança nasce como expressão à vida, ao sim. A expressão física muitas vezes é movimento primário.
Secundário; padronizado, duro, repetitivo. Negação a algo, reação. Substituição de um por outro.

Qual movimento é meu e qual é dos outros. Estados gota, onda e oceano. Quem sou eu e o que eu quero? O que eu quero e o que o sistema quer?

O que acontece nos 5 primeiros anos de vida da criança muitas vezes definirá as estruturas que o cliente posteriormente, como adulto irá levar à terapia.

Não há estado ideal. Não há pai e mãe ideal. O importante é o estado de presença dos pais e a postura destes quando em contato com a criança.

A criança precisa receber dos pais para sobreviver. O toque ajuda ao seus sistema imunológico, lhe dá contorno e envolvimento, desenvolvendo seu Ser. Para se proterager a criança muitas vezes recorre ao Não, ao afastamento, a retração, a substituição, aonde verificamos a ação dos movimentos secundários. O movimento secundário na terapia é uma resistência ao sim, uma resistência à aceitação à sua vida.

Exemplo: A pessoa fala da morte da mãe e começa a rir enquanto relata. Tal movimento secundário é protetivo, mas demonstra sua inadequação, dissintonia. A pessoa não consegue liberar os afetos da perda. Elaborar o luto.

A consulta é a possibilidade de o cliente chegar as emoções primarias. Tudo aquilo que se repete é padrão. O antigo, a coisa velha, são emoções secundárias. A questão que colocamos ao cliente que está em movimento secundário: Como você sente isto em seu corpo? O que acontece no seu corpo se você se afasta? Qual o lugar bom? Qual a sensação quando esta muito perto? Que movimento é necessário?

A família é o recurso do cliente, mas muitas vezes precisamos verificar em qual tempo e lugar. Nem sempre os pais são recurso, por vezes temos que evocar a figura dos avôs ou mesmo bisavôs.

O que aparece na Constelação Familiar não é necessariamente a verdade. Mas tal atua no espaço interno do cliente, então é importante. A lealdade do cliente é com o seu sistema, não como você, terapeuta. Sabemos muito pouco e isto não é necessariamente a verdade. As Constelações familiares “possivelmente” mostram algo.



O sintoma é um indicador: Olhe ai!

A pessoa evoca/externaliza imagens internas, fazendo uso de ferramentas como papel, bonecos, ancoras de solo, representantes...nós seguimos no consultório a trabalhar com a imaginação do cliente. Tal é possível para quase todo mundo. Quando o cliente é muito reativo geralmente e utilizam recursos concretos – como os bonecos. E, claro, somos responsáveis pelo que evocamos em nosso cliente. Levamos ele a um estado, talvez ao transe familiar, a uma forte reação emocional. Mas é importante que o facilitador saiba trazê-lo de volta. De volta, consciente, presente e apto para seguir. Como o cliente chegou, como ele saiu?

Nós, terapeutas, não sabemos, é o cliente que sabe o que acontece, da efetividade do que tocou e o que lhe toca. Vamos descobrir isto junto com ele durante o processo de Constelação Familiar.

Reflexão René Schubert a partir do que Dra. Ursula mencionou sobre os segredos e o que está oculto no sistema familiar: "Quem procura acha"...e quando não...Talvez não seja a hora ou nem seja para procurar...As coisas são como são e assim é!

Sempre verificar com o cliente quais recursos ele dispõe e quais ele precisa – Há alguém que possa em seu sistema, representar este recurso? Onde vamos achar recursos na nossa vida ou no nosso sistema? Bem, estamos vivos, vale a pergunta, de onde vem esta força que nos mantém vivos?



A abordagem sistêmica é muito mais ampla que a própria ferramenta utilizada.

Colocação de Glaucia Paiva: As vezes no procedimento de Constelação Familiar, pouco tempo depois os clientes relatam surgir, como que ao acaso, fotos, noticias, informações envolvendo pessoas e fatos trabalhados durante o procedimento de Constelação Familiar. E a pergunta é como estas pessoas, situações que não sabiam da constelação familiar entram nesta ressonância e por que? A resposta é: porque agora tem alguém para ouvir.
Quando um cliente não tem um problema nos não criamos um para ele. 

Todas as estruturas que manifestamos (problemas com colegas de trabalho, dificuldades com nossos superiores, conflitos com nossos amigos e relacionamentos) provêm de nosso sistema originário, da nossa família.


Espaço Conexão Sistêmica - Email: contato@conexaosistemica.com.br | Tel: (11) 50558258 | http://www.conexaosistemica.com.br/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Vivência Constelação Familiar - Piracicaba/SP




"Existe um saber e um sentir imediatos, que vão muito além do que nos é comunicado por palavras" Bert Hellinger

Vivência em Constelação Familiar em Piracicaba/SP
28/10/2017 - a partir das 15 horas.

Local: Arte Om Yoga e Terapias- Rua Campos Salles, 1458-Bairro dos Alemães
Organizadora: Marina - Telefone (19) 3041-4039/ whats app (19) 98451-0006 / arteomterapias@hotmail.com

Facilitador: René Schubert - Psicólogo e facilitador em Constelações Familiares. Formação no Brasil e Alemanha. Membro da Hellinger Sciencia

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Workshop Constelação Familiar - Julho 2017


22.07.2017 - sábado a partir das 15 horas – Intervalo com Coffee Break

Endereço: Rua Coronel Oscar Porto, 1233 - Vila Mariana

Facilitador: René Schubert - Psicólogo e facilitador em Constelações Familiares


Contato e Inscrições: constelacaofamiliar@hotmail.de / (11) 2836-5022



"Tudo o que seguramos de nosso passado, nos adoece. A felicidades está no caminho"
 Bert Hellinger

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Olhe e Veja Além - Glaucia Paiva


Olhe e Veja Além - A força da Justa Razão no Pensamento Sistêmico e nas Constelações Familiares 






Glaucia Paiva desenvolveu e aprimorou esse modelo sistêmico durante seu trabalho em consultório e em grupos nos últimos anos e percebeu a força transformadora deste recurso nos processos terapêuticos. Nesse livro ela explica os passos para a compreensão da “Justa Razão”.

"Uma das coisas que percebemos no recurso da Justa Razão é a abertura de um caminho equilibrado entre nós e o que aconteceu no nosso passado"  
Oswaldo Santucci


"A Justa Razão mostra, em poucos minutos, com clareza e precisão, como somos interligados no tecido humano, como nossas relações estão além da expressão do EU e do VOCÊ, e como o contexto maior se expressa em nós e em nossos relacionamentos, dos quais somos parte e temos nossas responsabilidades. Adquirir uma visão ampla facilita um entendimento maior do outro e ajuda a abrir o nosso coração." 
Dra. Ursula Franke-Bryson

Para adquirir a obra basta entrar em contato com a Editora Conexão Sistêmica:  http://www.conexaosistemica.com.br