Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

O Passado

"Possuímos varias ideias segundo as quais nos orientamos. por exemplo, determinadas ideias sobre uma doença, determinadas ideias sobre nossa via e sobre a duração de nossa vida.

Também possuímos imagens definidas sobre uma organização ou empresa. Imagens definidas do passado nos mostram a forma como o passado atua sobre o presente.

Considerar que, ara cada problema, existe uma causa especifica, uma origem, é um movimento básico bastante difundido, seguido por nos em nosso trabalho. Muitas vezes, realmente se apresenta uma origem determinada.

Qual é o efeito?

Somos controlados por esta ideia. Por exemplo, quando interpretamos algo no sentido de: "Isto tem a ver com aquilo porque...". Isto faz com que sejamos controlados conforme algo passado. Permitimos ao passado atuar no presente e determinar o futuro para nós.

Se nos deixamos levar um um movimento espiritual, por um movimento espiritual criativo, não há nada passado. O movimento espiritual esta sempre voltado para o futuro. Por ser criativo, é sempre novo!"

Bert Hellinger

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

A Cura




Para onde olhamos primeiro quando precisamos da cura? Olhamos primeiro para o nosso corpo.
É no corpo, acima de tudo, que buscamos o alívio.
Além de nosso corpo, nossa alma e nossos sentimentos também desempenham um papel importante na cura. Também devem ser tratados de uma boa maneira. Muitas vezes, sentimos a dor na alma de forma ainda mais intensa que as dores corporais. A quem obedece a nossa alma?
De onde obtém a fé na cura do corpo?
Ela a obtém do amor.
De um amor muito além do amor que nos adoece, primeiro na alma e depois no corpo.






˝Centramo-nos com amor em nosso corpo. Passamos pelos
seus órgãos com uma dedicação profunda às suas maravilhas,
principalmente ao nosso coração. Ele bate no ritmo de um
coração eterno, do qual vem toda a vida, com amor. Em sintonia
com ele, ficamos quietos e em silêncio.˝  
Bert Hellinger 

 "A forma que alguém se posiciona perante sua mãe é a mesma forma que se posiciona perante seu próprio corpo. Aquele que se sente separado de sua mãe e se afasta dela sente-se, da mesma forma, separado de seu corpo, distanciando-se também dele. 

 Como é que tais pessoas reencontram seus corpos? Quando reencontram suas mães. Quando, após a separação dela, seja qual for o motivo, reencontram-na com amor, novamente em sintonia com a vida como um todo. Como as ajudamos e a nós próprios quando reconhecemos a forma como elas e nós nos posicionamos diante de nossa mãe e nos sentimos separados dela? Como servimos à sua e à nossa saúde de uma forma abrangente e duradoura?
Nós e elas retornamos com amor à nossa mãe."
  Bert Hellinger


  A CURA - Bert Hellinger - Editora Atman - www.atmaneditora.com.br

Constelação Familiar segundo Bert e Sophie Hellinger




Bert Hellinger: Eu gostaria de dizer algo sobre o “segredo” da Constelação Familiar

Quando comecei com a Constelação Familiar, a surpresa foi grande para mim, que algo acontece dentro do corpo e da alma do representante que até então estava oculto. Uma experiência incrível. Mas eu não sabia de onde vinha ou para onde levava. Somente depois de algum tempo eu compreendi algumas coisas e algo fundamental. Nós todos vivemos dentro de um determinado campo.
Nós podemos observa-lo também. Quando alguém é constelado, quando uma pessoa representa alguém sem que algo tenha sido dito, ela está de repente dentro de um outro campo.
Ela é uma outra pessoa, sem que algo tenha sido, ou seja, dito.
Não somente os representantes são “levados”, mas ao mesmo tempo todos aqueles presentes são levados, sem que algo seja dito.
O que ocorre aqui é o fenômeno da Constelação Familiar – O Segredo da Constelação Familiar.
Porque é algo que simplesmente não pode vir da nossa razão, nem das nossas experiências.
Sophie e eu demonstramos a Constelação Familiar de uma forma completamente diferente.
De uma forma misteriosa. 

Quem ou o quê assume então a liderança?
Por exemplo, quando nós elegemos alguém com quem vamos trabalhar. Nós elegemos porque nós o pensamos ou porque essa pessoa levantou a mão? Não, ele ou ela vem até aqui e se senta ao nosso lado. Nós não sabemos nada desta pessoa, nós tampouco perguntamos. Ele ou ela sentam então ao meu lado, eu nem olho para eles, eu também não faço nenhuma pergunta. Eu espero por uma indicação de um outro lugar. 

A cabeça ainda tem algum significado nisto tudo?
Não, tudo vem de um lugar completamente diferente.E então como o próximo passo é revelado a nós? Ao esperarmos, aquilo que é decisivo nos é dado de presente. Se eu continuo centrado, de repente vem uma palavra ou uma frase. Quando então eu a disser a esta pessoa, aquilo tem um efeito muito além desta pessoa. Aquilo provoca algo dentro de todos nós. E o que então é curioso no meu caso? Dentro de 5 minutos eu esqueci o que eu disse. Por eu ter esquecido, aquilo ficou em outras mãos, e não somente para esta pessoa, mas para muitos de nós ao mesmo tempo.    

O que é então o segredo aqui?
O segredo é o efeito. Nada é dito. Quem é movido não precisa dizer nada tampouco. Talvez aconteça algo parecido como comigo, ele o esquece. E mesmo assim teve o seu efeito, ou exatamente por isso. Porque a Constelação Familiar, como Sophie e eu a mostramos aqui, é guiada por outras forças maiores.  
Foi isso que eu quis dizer sobre o segredo.

Constelações Familiares podem ajudar pessoas:
•   em relacionamentos problemáticos
•   que desejam ter um relacionamento 
•   que querem se libertar dos emaranhamentos familiares
•   que estão diante de grande decisões
•   que querem superar conflitos internos e externos
•   que buscam o êxito profissional

Contextos nos quais as constelações podem ajudar para encontrar soluções:
•   conflitos e golpes de destino em relacionamentos e na família
•   quando pais que se separam querem encontrar o lugar certo para os seus filhos
•   quando pessoas têm a experiência como estranhos em grupos e na família
•   quando pessoas não “podem” se permitir de serem felizes e bem-sucedidos
•   quando acontecimentos históricos colocaram um peso sobre a família
•   no caso de bullying, doenças frequentes  empregados ou perda de motivação dos
•   quando se precisam processar relações ou acontecimentos perturbadores dentro de uma equipe antes ou depois de uma mudança estrutural dentro da empresa