Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Sexualidade e Amor

 

Reflexão feita a partir da Leitura da obra de Bert Hellinger, "Olhando para Alma das Crianças" - feita durante o Grupo de Estudos em Direito Sistêmico Online.

A partir de nossa ultima reunião surgiram diversas questões em relação ao ato sexual, ao vinculo, à sexualidade, gênero, orientação, expressão sexual e suas consequências na perspectiva pessoal, social, sistêmica; separei alguns trechos da obra de Bert Hellinger que abordam rapidamente este tocante. Logico que há outros trechos e a temática é muito mais vasta e rica do que isto.

Encontraremos muitas referências adicionais na psicologia, psicanálise e outras grande áreas - mas assim seguimos, mais um pouquinho, nas reflexões iniciadas:

"Sexualität ist grösser als die Liebe" - Über Liebe, Gewalt und Bindung ( Anerkennen was ist - Gespräche über Verstrickung und Lösung)

"A Sexualidade é maior do que o amor" - O amor, a violência e os vínculos.

"Nós vivemos com uma sexualidade domesticada. Nós a domesticamos e fizemos de um rio turbulento um canal de águas paradas. Por querer tê-la inteiramente sob controle, os também a despojamos da sua grandeza e de suas consequências.

A consumação do ato sexual é a base de toda a vida. É o ato mais poderoso dos seres humanos. Ele ocorre em face da morte, pois a sexualidade é necessária porque existe a morte.

A sexualidade revela a transitoriedade da vida. Um casal que concebe filhos sabe que os filhos sobreviverão a eles e que terão de abrir espaço para estes filhos. A sexualidade é também perigosa. Os pais sabem que a gravidez e o parto são experiencias perigosas que podem custar a vida de uma mulher. Antigamente, com muito mais frequência, mas ainda hoje existe este risco. E, neste sentido, a sexualidade também acontece em face da morte.

Existe uma estreita relação entre sexualidade e morte. na verdade, a consumação do ato sexual no sentido mais profundo somente é possível quando acontece com a plena consciência da morte. Ela é uma especie de presságio do fim do relacionamento e do fim da vida. Ganha em intensidade justamente por causa da consciência de que o relacionamento também termina com a morte. Mas quando um casal se entrega a esse ato com essa consciência, algo deles sobrevive. Isto dá a sexualidade a sua grandeza."
Constelações Familiares - O reconhecimento das Ordens do Amor ( Gabriele ten Hövel e Bert Hellinger - Editora Cultrix)


Bert Hellinger fala sobre a homossexualidade:


Nenhum comentário:

Postar um comentário