Pesquisar este blog

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Herança





“Um homem se casa e tem uma esposa. Tem filhos com ela. Então, casa-se com outra mulher. Também tem filhos com ela. Aí surge a questão: como é distribuída a herança?

Muitas vezes, a segunda esposa demanda a herança e os filhos da segunda união reivindicam seus direitos. Muitas vezes acontece isso. Muitas vezes, os filhos do primeiro casamento não recebem a herança.

As consequências para a segunda esposa e para os filhos do segundo casamento são terríveis. São terríveis - estou apenas avisando - e perduram por várias gerações.
Pude acompanhar isso no exemplo do famoso poeta alemão Thomas Mann. Uma mulher escreveu um livro sobre ele e me pediu para analisar a história dessa família do ponto de vista sistêmico.

Muitas das coisas ruins que aconteceram na família de Thomas Mann têm a ver com o fato de seu avô não ter dado nada da herança aos filhos que teve em seu primeiro casamento, dando apenas aos filhos do segundo casamento.

Isso tem a ver com a precedência. Primeiro vêm a primeira esposa e os filhos do primeiro casamento. Quando a segunda esposa toma para si a herança às custas dos outros, as consequências são más.

O mais simples é não herdar nada. Toda herança traz uma carga. Às vezes, traz também uma responsabilidade. Por exemplo, quando alguém assume uma empresa. É uma responsabilidade, mas isso é dado a ele para que algo possa prosseguir.

Muitas heranças são voltadas para o indivíduo, sem serem colocadas a serviço da vida. E é essa a questão. Quando alguém recebe a herança e serve à vida com ela, é uma herança valiosa. Também já presenciei que, muitas vezes, uma pessoa que briga por uma herança prefere essa à vida de seus filhos. Toda a preocupação se concentra na herança e ele paga por ela com a vida de seus filhos.

Ou seja, estar livre de heranças é muito melhor! 
Aquilo que ganhamos por nós mesmos é merecido por nós e permanece."

Bert Hellinger






Contribuição da professora do México, Ingala Robl que defendeu tese de doutorado sobre Constelações Familiares:

HERANÇA


1. A herança é um presente
2. A herança não é um direito nem uma obrigação dos pais
3. A herança se reparte entre todos os filhos em partes iguais
4. Uma herança é necessária receber (última vontade dos pais)
5. Se um herdeiro receber uma herança de forma injusta, distribui entre os demais irmãos 
6. Toda pessoa que possui patrimônio, deve fazer testamento
7. Você pode fazer o que quiser com o que recebeu
8. Não podemos deixar heranças condicionadas.



3 comentários:

  1. Ótimo texto. Onde posso ler mais sobre o tema " herança"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato Maria Teresa! Sua duvida é frequente. Na verdade em diversas obras Bert Hellinger aborda a temática, mas não há nenhum livro especifico.
      Bert Hellinger olha para a Herança a partir das Ordens do Amor.
      Mas você encontrará muito sobre a temática partilha, herança, hierarquia em obras que abordem as Constelações Organizacionais.

      Como: Grochoviak, K & Castella, J. - Constelações Organizacionais. Editora Cultrix

      Algo geral sobre a temática: http://aconstelacaofamiliar.blogspot.com/2011/12/constelacao-sistemica-organizacional-de.html

      Excluir
    2. Segue um texto e curso dos meus professores de Constelação Familiar, Peter e Tsuyko Spelter:

      https://www.constelacoes-familiares.com.br/secao.php?id=128

      Excluir