Pesquisar este blog

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Trauma Intergeracional


Esta animação acerca do Trauma Intergeracional narra breve e ilustrativamente sobre o trauma sofrido pelos povos Aborígenes, na Austrália - sua origem, sua cultura, suas cerimônias, a violência da colonização, a perda da identidade, a ruptura com as raízes e suas consequências nas gerações vindouras.

Intergenerational Trauma Animation - The Healing Foundation



Tradução livre do inglês para o português por René Schubert:

“A história de toda comunidade - Pessoas e nação - Começou há muito tempo atrás.



Na verdade há mais de 60 000 anos atrás. Isto foi quando nossa cultura e leis primeiramente nos fizeram prosperar. Nós sabíamos quem nós éramos e ao que pertencíamos. Cuidávamos uns dos outros, de nossa terra e de nossas águas. Comíamos comida que nos fazia bem, vivíamos da e na terra permanecendo fieis às nossas leis e canções. Nossas famílias, nossos filhos, eram felizes, com coração e mentes fortalecidas pois estavam aonde pertenciam.



Mas então, tudo mudou. A colonização chegou. Trazendo guerra, doenças, fome, violência e a destruição e violação de nossas leis culturais, de nossos locais sagrados, famílias e comunidades.

Nos foi negado acesso ao nosso conhecimento, à nossa língua, as cerimônias e nossa identidade. Estas coisas que nos diziam quem nós éramos e de onde vínhamos (e à qual pertencíamos). E nossa conexão uns com os outros. Assim a terra cresceu frágil. E então, nossas crianças nos foram tomadas. Tiveram seus nomes trocados e sua identidade arrancada. Lhes foi dito que o povo aborígine era mau. Pior ainda, lhes foi dito que seus pais e avós não os queriam mais. Por anos, isto aconteceu. E estas crianças ficaram conhecidas como “A geração roubada”. Às nossas crianças lhes foi negado o amor e estas vivenciaram abusos de natureza física, emocional e sexual. Isto deixou feridas muito profundas, muito complexas, e muito reais. Deixou cicatrizes que ainda são sentidas pessoalmente, socialmente, espiritualmente e coletivamente.

No tempo em que nossa história começou, conseguíamos nos vincular à nossa cultura e seus caminhos de melhor forma. Vimos nossas famílias sobreviverem e prosperarem por várias gerações. Nosso povo era forte e nossa cultura fluía em e por nós, nos curando em tempos de dor.
Porém desde o trauma da colonização e da “geração roubada”, não conseguimos mais nos curar da mesma maneira. Sem saber passávamos este trauma adiante aos nosso filhos através da partilha de nossas tristezas e tendo neles testemunhas, vivenciando nosso sofrimento. Isto é conhecido como trauma intergeracional. E vemos sintomas disto hoje, nos relacionamentos quebrados, nas famílias desconectadas, violência, suicídio e no abuso de álcool e drogas.
Mas não é aqui que nossa história termina. Ainda temos corações e mentes fortalecidas e nós ainda sabemos quem éramos e aonde pertencíamos. Daremos apoio às nossas famílias para se libertarem do sofrimento, criando comunidades fortalecidas e unidas. Construiremos uma força de identidade que nos fará retornar à nossa cultura. Assim podemos interromper o ciclo do trauma e trazer um pouco de mudanças intergeracionais positivas. Podendo assim continuar a prosperar pelos próximos 60 000 anos. Há coisas muito simples que todos nós podemos fazer que podem ajudar a curar o nosso trauma.”

Produção: Healing Foundation - https://healingfoundation.org.au/

Nenhum comentário:

Postar um comentário