Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

IV CONGRESSO BRASILEIRO PSICOLOGIA

Conferências a serem apresentadas pelo psicólogo e facilitador René Schubert:

20/11 às 10:30 horas na sala 629
Título: CONSTELAÇÃO SISTÊMICA FAMILIAR: OLHARES E REFLEXÕES
Processo: Processos Grupais
Área: Família
Palavra-chave: Constelação Sistêmica Familiar, Abordagem Alternativa e/ou complementar, Dinâmica de grupo
Resumo: A técnica sistêmico fenomenológica desenvolvida pelo filósofo e terapeuta alemão Bert Hellinger, "familienaufstellung", ou seja, colocação familiar,ou como é conhecida no Brasil, Constelação Familiar, tem conquistado alguns adeptos em diversos campos como na medicina, psicologia, direito, consultoria empresarial e educação no Brasil. Percebe-se que esta abordagem alternativa e/ou complementar pode trazer benefícios para clientes que buscam ter um olhar ou perspectivas sobre uma dinâmica sistêmica familiar. Trazer uma temática individual que envolve e/ou afeta singularmente o cliente e poder visualizar os componentes envolvidos no sistema micro e/ou macro, presente e/ou passado, incluído e/ou excluído, permite uma resignificação afetiva desta temática a partir da imagem do sistema familiar propiciada pela Constelação Familiar. Na Alemanha diversos psicoterapeutas apresentam trabalhos nos quais apontam as origens desta abordagem tanto no campo filosófico como psicológico. Tendo feito uma formação em Constelações Sistêmicas aqui no Brasil e na Alemanha, pôde-se acompanhar e vivenciar diversas vivências e dinâmicas de grupo utilizando este técnica e abordagem sistêmica. Pôde-se perceber os efeitos gerados por estas vivências no momento presente e as repercussões posteriores tanto no campo individual como sistêmico familiar. Pretende-se nesta exposição abordar como este profissional da área da psicologia enxerga, reflete e aborda esta técnica nova e com interessantes resultados no campo individual e coletivo.

21/11 às 10:30 horas na sala 619
Título: OLHAR SISTÊMICO SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DE UM GRUPO DE ORIENTAÇÃO SEXUAL PARA CRIANÇAS ESPECIAIS
Processo: Processos Educativos
Área: Psicologia Escolar e Educacional
Palavra-chave: Orientação Sexual ,Crianças Especiais,Educação Sistêmica
Resumo:O presente trabalho propõe expor a implementação de um grupo de orientação sexual voltado para crianças especiais - internamente a uma instituição pedagógica e reabilitativa em São Paulo - a partir da perspectiva e do olhar sistêmico. Refletindo como um grupo desta natureza é capaz de movimentar e aprimorar a relação e contato entre aluno e professor, pais e professores, pais e filhos, aluno e conteúdo pedagógico e as trocas entre profissionais e instituição. É o relato de uma experiência clinica, educacional e também a reflexão sobre como um grupo desta natureza pode ser pontual e efetivo facilitador de trocas e comunicação entre as diversas camadas e instâncias relacionais numa instituição social.


Algumas imagens do Evento:



Referente aos trabalhos apresentados, o de Abordagem Sistêmica na experiência com um grupo de Orientação Sexual para crianças especiais tem publicação prevista para 2015 na Revista Conexão Sistêmica Sul - http://www.conexaosistemicastore.com.br/

O trabalho introdutório sobre Constelação Familiar, voltado para o publico acadêmico de psicologia pode ser visto neste link: https://psicologado.com/atuacao/psicologia-clinica/constelacao-sistemica-familiar-e-organizacional-breve-introducao





Nenhum comentário:

Postar um comentário