Pesquisar este blog

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Equilibrio entre dar e tomar - Pais e Filhos - segundo Bert Hellinger








Sobre o amor entre pais e filhos
Sobre tomar os pais e tomar a Vida


"Os pais, ao darem a vida, dão à criança, nesse mais profundo ato humano, tudo o que possuem. A isso eles nada podem acrescentar, disso nada podem tirar.

Na consumação do amor, o pai e a mãe entregam a totalidade do que possuem. Pertence portanto à ordem do amor que o filho tome a vida tal como a recebe de seus pais. Dela, o filho nada pode excluir, nem desejar que não exista. A ela, também, nada pode acrescentar.

O filho é os seus pais. Portanto, pertence à ordem do amor para um filho, em primeiro lugar, que ele diga sim a seus pais como eles são -- sem qualquer outro desejo e sem nenhum medo. Só assim cada um recebe a vida: através dos seus pais, da forma como eles são.

Esse ato de tomar a vida é uma realização muito profunda. Ele consiste em assumir minha vida e meu destino, tal como me foi dado através de meus pais.

Com os limites que me são impostos.
Com as possibilidades que me são concedidas.
Com o emaranhamento nos destinos e na culpa dessa família, no que houver nela de leve e de pesado, seja o que for."

 A Ordem - A relação Pais e filhos - dar e tomar 

Bert Hellinger

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário