Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A morte, o luto e o lugar de cada um...


 

“Todos, ate a geração de nossos bisavós e as vezes tataravós, que puderem ser lembrados, atuam em nosso sistema tal como se estivessem presentes. Mas atuam principalmente aqueles que, por qualquer motivo que seja, tenham sido esquecidos ou excluídos do sistema” ( Bert Hellinger – Anerkennen was ist)

A dor e o luto são processos necessários para que possamos nos separar daquele(a) que partiu. Aquilo que os mortos nos deram, independente se bom ou ruim, forte ou fraco, leve oupesado, continua atuando sobre nós. Quanto tomamos nas mãos o que nos foi dado por esta pessoa e agradecemos deixamos que o passado passe, e seguimos no presente, com os que foram em nossa alma.

(Parte integrante do artigo: Tanatologia e Constelação Familiar – apresentado por René Schubert ao I Simpósio de Constelações Familiares. Imagem - Das Tod als Freund - Alfred Rethel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário